Brasília Cidades Ciência Cotidiano Cultura Economia Educação Energia Entretenimento ESPECIAL PUBLICITÁRIO
GALERIAS RÁDIO TV
notícias
28/05/2020 | 21:25 - Roraima / Notícias do Parlamento

Jalser diz que crise política no Governo é prejudicial para a população

Foto: Tiago Orihuela / SupCom ALE-RR

 
 
O chefe do Poder Legislativo cobrou posicionamento de Antonio Denarium sobre a crise política e ações efetivas para melhorar a assistência na Saúde
 
A crise política no Governo do Estado foi a principal pauta de discussões durante sessão remota da Assembleia Legislativa de Roraima na tarde dessa quinta-feira (28). O presidente da Casa, deputado Jalser Renier (SD), disse que este impasse tem tirado o foco do que mais importa neste momento de pandemia: salvar vidas e cuidar das pessoas.
 
Nesta quarta-feira (27), três secretários pediram exoneração, sendo que um deles, o da Saúde, teria mudado de ideia. “Quero aqui pedir, não só em nome do Poder Legislativo, mas em nome de toda a população do nosso Estado que não suporta mais toda essa crise, que você, Antonio Denarium, se pronuncie, tranquilize o nosso povo e cumpra o papel para que você foi eleito”, cobrou Jalser Renier.
 
O presidente detalhou recursos destinados a Roraima e lembrou a frase repetida por diversas vezes por Denarium, quando ele ainda era candidato ao Governo, que o problema não era a falta de dinheiro, e sim de gestão. 
“O Governo Federal, com o apoio da nossa bancada federal, tem ajudado muito Roraima. Vários recursos já chegaram e mais estão por vir. Hoje foi sancionada a lei que garante suspensão de dívidas, além de uma ajuda de R$ 147 milhões para despesas do Estado. Também vão chegar mais R$ 219 milhões para atender ações de saúde e assistência no combate ao coronavírus.  A Assembleia também faz sua parte, aprovando todas as propostas que ajudam a saúde a ter orçamento”, criticou o deputado.
O chefe do Legislativo foi ainda mais a fundo e disse que falta transparência e respeito com o povo, e cobrou estrutura e medicamentos para os hospitais e a abertura do hospital de campanha, construído pelo Exército, mas que ainda precisa de equipamentos por parte do Governo do Estado para entrar em funcionamento. “Precisamos saber como e onde esses recursos serão investidos. Queremos uma solução, governador. É preciso dar um basta nesse jogo político, porque há algo muito maior e muito mais importante em jogo: a vida das pessoas”, concluiu.

Texto: Yana Lima 

deixe seu comentário

Nome:

E-mail:

* Seu e-mail não será publicado

Mensagem:
Acompanhe nas redes sociais

© 2006 - 2020 Roteiro Amazônico. Todos os direitos reservados.

sob liçença