Assembleia Legislativa do Amazonas Câmara Municipal de Manaus Cidades Ciência Economia Educação Energia Esporte Eventos Meio Ambiente
GALERIAS VÍDEOS RÁDIO
notícias
16/06/2016 | 16:57 - Brasil / Turismo

Urgente. Henrique Eduardo Alves pede demissão do Ministério do Turismo

Divulgação-MTUR

lves foi citado na delação premiada do ex-presidente da Transpetro, Sérgio Machado, divulgada pelos principais jornais do país na tarde de ontem (15). Ele é acusado de receber propina no valor de R$ 1,55 milhão. No mês de abril, rodou as manchetes após ter a sua CNH detida por se negar a soprar o bafômetro após uma blitz em Natal (RN).

O ministro do Turismo tanto do governo Dilma Rousseff (PT) quanto da gestão do interino Michel Temer (PMDB), Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN), pediu demissão do cargo nesta quinta-feira (16). As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Alves foi citado na delação premiada do ex-presidente da Transpetro, Sérgio Machado, divulgada pelos principais jornais do país na tarde de ontem (15). Ele é acusado de receber propina no valor de R$ 1,55 milhão. No mês de abril, rodou as manchetes após ter a sua CNH detida por se negar a soprar o bafômetro após uma blitz em Natal (RN).  

O então representante do Turismo é o terceiro ministro do governo Temer a sair do cargo. O peemedebista é alvo também de um pedido de inquérito solicitado pelo procurador-geral da República, Rodrigo Janto, ao Supremo Tribunal Federal (STF).

A delação de Machado foi como uma metralhadora na mídia nacional, envolvendo cerca de 20 parlamentares e o próprio Michel Temer, acusado de ter pedido verba ilícita para financiar a campanha de Gabriel Chalita nas eleições de 2012, quando concorreu à prefeitura de São Paulo.

Outro envolvido nas declarações foi o senador Aécio Neves (PSDB-MG), que teria articulado para comprar votos para a sua eleição à presidência da Câmara dos Deputados, em 2001, com base em propina.

Fonte: MTUR

deixe seu comentário

Nome:

E-mail:

* Seu e-mail não será publicado

Mensagem:
Acompanhe nas redes sociais

© 2006 - 2017 Roteiro Amazônico. Todos os direitos reservados.

sob liçença