Amazônia Assembleia Legislativa do Amazonas Brasília Câmara Municipal de Manaus Cidades Ciência Cotidiano Economia Educação Energia
GALERIAS RÁDIO TV
notícias
01/05/2019 | 15:12 - Internacional / Meio Ambiente

Universidade Harvard promove conferência para debater mudanças climáticas e o futuro da Amazônia

Divulgação

A América Latina, que abriga a maior área de floresta tropical do mundo, é parte central desta discussão e pode ser protagonista na criação e implementação de um novo modelo de desenvolvimento que promova a bioeconomia da floresta amazônica ao mesmo tempo em que cria condições de protegê-la. A conferência Amazônia e o nosso futuro planetário: uma conferência sobre mudanças climáticas” é um espaço importante de diálogo e exploração de soluções sobre as condições de vida no planeta Terra nas próximas décadas.

 

 

Passado, presente e futuro da Amazônia serão debatidos por especialistas e líderes dos Estados Unidos e da América Latina durante o evento “Amazônia e o nosso futuro planetário: uma conferência sobre mudanças climáticas”, que será realizado entre os dias 7 e 8 de maio na

Universidade Harvard, nos Estados Unidos. Novos modelos de negócios que promovam a economia da floresta, capazes de conciliar o desenvolvimento econômico e a conservação ambiental são alguns dos aspectos fundamentais que guiarão as conversas ao longo dos dois dias da conferência, que é aberta ao público e está com inscrições abertas.

Andrew Revkin, jornalista da National Geographic; Beto Veríssimo, pesquisador do Imazon; Daniela Baccas, chefe do Departamento de Meio Ambiente e Gestão do Fundo Amazônia do BNDES; Eliane Brum, jornalista e escritora; Paulo Artaxo, professor de Física Ambiental da Universidade de São Paulo; e Tasso Azevedo, coordenador geral do projeto MapBiomas são alguns dos convidados que participarão das sessões de debate que compõem a conferência.

O evento contará também com falas de Davi Kopenawa, defensor do povo Yanomami e da floresta amazônica e autor de A queda do céu; Edward O. Wilson, entomologista americano e biólogo conhecido por seu trabalho com ecologia, evolução e sociobiologia, professor emérito da Universidade Pellegrino e do Museu de Zoologia Comparativa; e Carlos Nobre, pesquisador sênior do Instituto de Estudos Avançados da Universidade de São Paulo e Membro Sênior do World Resources Institute.

Na conferência, serão abordadas as tendências de desmatamento e suas interações com o clima e a saúde pública; a importância e o papel dos povos indígenas da Amazônia; iniciativas em andamento e emergentes em direção à economias fluviais e baseadas em florestas tropicais em toda a Amazônia; e projetos inovadores que envolvem mapeamento anual da cobertura de uso do solo do Brasil e detecção em larga escala de desmatamento em todos os biomas do país.

A mudança climática é uma das principais ameaças civilizatórias. As soluções são complexas e dependem não somente da engenharia e de políticas públicas, mas também da disponibilidade de empresas, governos e sociedade civil em buscar formas alternativas de habitarmos o planeta.

A América Latina, que abriga a maior área de floresta tropical do mundo, é parte central desta discussão e pode ser protagonista na criação e implementação de um novo modelo de desenvolvimento que promova a bioeconomia da floresta amazônica ao mesmo tempo em que cria condições de protegê-la. A conferência Amazônia e o nosso futuro planetário: uma conferência sobre mudanças climáticas” é um espaço importante de diálogo e exploração de soluções sobre as condições de vida no planeta Terra nas próximas décadas.

PROGRAMAÇÃO:

Terça-feira, 7 de maio de 2019
8h30 – café e registro
9h30 – Discurso de abertura

Edward O. Wilson, professor da Universidade Pellegrino (emérito); professor do Museu de Zoologia Comparativa (emérito).
Sessão 1: Previsão do uso da terra, clima e suas interações

• Tasso Azevedo, Coordenador Geral da Iniciativa MapBiomas.
• Marina Hirota, Professora Assistente do Departamento de Física da Universidade Federal de Santa Catarina.
• Paulo Artaxo, professor de Física Ambiental da Universidade de São Paulo.
• Marcia Castro, Andelot Professora de Demografia; Presidente, Departamento de Saúde Global e População, Harvard T.H. Chan Escola de Saúde Pública.
• Moderador: Paul Moorcroft, Professor de Biologia Organizadora e Evolutiva, Universidade Harvard.
12h – Almoço
13h30 – Discurso de Davi Kopenawa, defensor do povo Yanomami e da floresta amazônica e autor de A queda do céu.

Sessão 2: Imaginando e criando futuros
• Eliane Brum, jornalista, escritora.
• Luis Gilberto Murillo, ex-ministro do Meio Ambiente, Colômbia.
• Augusto Zampini, teólogo, dicastério para a promoção do desenvolvimento humano integral.
• Moderador: Andrew Revkin, assessor estratégico para jornalismo ambiental e científico, National Geographic Society.

Quarta-feira, 8 DE MAIO DE 2019

9h – café e registro
10h – Discurso de abertura de Carlos Nobre, pesquisador sênior do Instituto de Estudos Avançados da Universidade de São Paulo (USP);

Membro Sênior, World Resources Institute (WRI).

Sessão 3: Rumo a uma bioeconomia de floresta em pé, rios que correm
• Brigitte Baptiste, diretora do Instituto de Pesquisa de Recursos Biológicos Alexander von Humboldt.
• Beto Veríssimo, pesquisador sênior do Imazon.
• Daniela Baccas, chefe do Departamento de Meio Ambiente do Banco Nacional de Desenvolvimento (BNDES).
• Moderador: Robin Sears, membro da Bullard, Harvard Forest.
 

 

deixe seu comentário

Nome:

E-mail:

* Seu e-mail não será publicado

Mensagem:
Acompanhe nas redes sociais

© 2006 - 2019 Roteiro Amazônico. Todos os direitos reservados.

sob liçença