Assembleia Legislativa do Amazonas Câmara Municipal de Manaus Cidades Ciência Economia Educação Energia Esporte Eventos Meio Ambiente
GALERIAS VÍDEOS RÁDIO
notícias
Enviar por e-mail Imprimir Compartilhar
10/10/2017 | 18:17 - Roraima / Política

RR. Aurelina Medeiros solicita ao Governo do Estado construção de pontes no Cantá

Platão - ALERR

“O Cantá é o município que tem mais vicinais em termos de extensão, com o maior número de colônias agrícolas, sendo essas estradas indicadas de responsabilidade do Incra (Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária). Mas como o Incra não tem a preocupação de aportar recursos para executar essas vicinais e temos um elo muito forte com o setor agrícola, a gente apela ao Governo, mesmo sabendo que não existe recursos no orçamento, é quem sempre chega para acudir essa turma, assim como está fazendo no projeto Jatobá, Vila Nova e no Apiaú”, justificou a deputada.

A deputada Aurelina Medeiros (PTN) apresentou quatro indicações ao Governo do Estado, sendo três para atender os moradores de Cantá, localizado a 38 quilômetros de Boa Vista. O outro pedido beneficiará alunos de Mucajaí, município distante 55 quilômetros da capital de Roraima. Para o Cantá ela pede a atenção governamental na construção de quatro pontes e de uma vicinal localizada na Gleba Baraúna, além da recuperação da Vicinal 14 na BR-432.

“O Cantá é o município que tem mais vicinais em termos de extensão, com o maior número de colônias agrícolas, sendo essas estradas indicadas de responsabilidade do Incra (Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária). Mas como o Incra não tem a preocupação de aportar recursos para executar essas vicinais e temos um elo muito forte com o setor agrícola, a gente apela ao Governo, mesmo sabendo que não existe recursos no orçamento, é quem sempre chega para acudir essa turma, assim como está fazendo no projeto Jatobá, Vila Nova e no Apiaú”, justificou a deputada.

A Gleba Baraúna fica aproximadamente 12 km do Cantá e a vicinal, segundo informou na justificativa apresentada pela deputada, está causando transtornos aos moradores porque tem trechos críticos que impede os produtores de escoar a produção agrícola. “Os moradores alegam que já recorreram várias vezes às autoridades do município em busca de solução para o problema, mas que até agora nada foi resolvido, e eles temem ficar ilhados”, ressalta Aurelina.

As quatro pontes, conforme detalhou na indicação, estão ao longo da Vicinal Angelim onde residem 46 famílias, e tem prejudicado o transporte escolar e o escoamento da produção. “Desde que a vicinal foi criada não foi construída nenhuma ponte para facilitar o tráfego, a não ser passagens improvisadas pelos colonos, o que coloca em risco a vida dos mesmos”, disse a deputada. A vicinal 14 tem 26 km de extensão e ao longo dela residem cerca de 50 famílias.

Mucajaí - Na Vila Tamandaré, no município de Mucajaí, o que está incomodando os moradores são as condições precárias da Escola Francisco Julião da Silva. “Nas nossas andanças encontramos escolas que há mais de dez anos não recebem uma mão de pintura e que estão com problemas de recuperação. Temos feito a indicação e muitas delas têm sido atendidas, muitas vezes com recursos próprios do Estado, na verdade de suplementação, aquilo que vem em excesso, buscando direcionar para a reforma de várias escolas, o que vem ocorrendo com uma certa celeridade”, afirmou.

Nessa escola, que atende até o ensino médio e fica a cerca de 10 km de Mucajaí, a parte do telhado, conforme a indicação da deputada Aurelina, está totalmente danificada, comprometendo as aulas, pois impede que os alunos permaneçam nas salas em épocas de chuvas.

“Ela precisa, assim como as demais escolas, de recuperação, principalmente na cobertura e na parte elétrica. Teve uma época que compraram muitos aparelhos condicionadores de ar, numa emenda cega, para escolas que a carga e a rede elétrica não comportam a instalação e hoje há uma cobrança. Quando o governo manda instalar os aparelhos de ar tem que fazer a subestação nas escolas porque não se tinha conhecimento da estrutura da escola. Muitas estão sendo supridas e a Escola Francisco Julião será alvo desse benefício”, explicou a parlamentar.

Fonte: SUPCOMALERR

deixe seu comentário

Nome:

E-mail:

* Seu e-mail não será publicado

Mensagem:
Acompanhe nas redes sociais

© 2006 - 2017 Roteiro Amazônico. Todos os direitos reservados.

sob liçença