Amazônia Assembleia Legislativa do Amazonas Brasília Câmara Municipal de Manaus Cidades Ciência Cotidiano Economia Educação Energia
GALERIAS RÁDIO TV
notícias
08/04/2019 | 20:47 - Roraima / Cidades

RR . Núcleo Reflexivo Reconstruir repassa orientações sobre violência doméstica na Defensoria Pública

Eduardo Andrade

 

A equipe do Núcleo Reflexivo Reconstruir, da Assembleia Legislativa de Roraima, ministrou uma palestra sobre Lei Maria da Penha e feminicídio, nesta segunda-feira (8), na Defensoria Pública do Estado (DPE). A ação faz parte do projeto Diálogo na Sala de Espera, com intuito de levar informações sobre vários assuntos para quem estiver aguardando por atendimento na instituição.

O Núcleo Reflexivo Reconstruir é uma ação da Procuradoria Especial da Mulher (PEM), para que homens autores de violência contra a mulher repensem suas atitudes por meio do diálogo. A psicóloga do núcleo, Antônia Loreto, tirou dúvidas dos participantes e informou como funciona o serviço. "Levar essa informação, principalmente para o público masculino, é uma forma de quebrar o tabu, mostrar que o homem que deseja mudar o comportamento agressivo podem recorrer ao Núcleo Reconstruir", explicou.

Antônia destaca que muitos casos foram detectados por meio das palestras. Para ela, abordar esses assuntos com o público masculino ajuda a interromper o ciclo de violência, e tornar eles multiplicadores de conhecimento. O aposentado Claudemir Araújo, de 45 anos, foi uma das pessoas que assistiu à palestra. "Muito interessante saber dos direitos tanto da mulher como do homem. A partir do momento em que a pessoa não sabe do seu direito, acaba ferindo o outro, então é importante conhecer", explicou.

O projeto Diálogos na Sala de Espera é fruto de uma parceria entre a ALE-RR e a DPE, por meio da qual já foram realizadas palestras sobre assuntos como direitos do consumidor, educação e saúde.

 

Núcleo Reconstruir

O Núcleo Rescontruir faz parte da Procuradoria Especial da Mulher e atua na ressocialização do agressor para interromper o ciclo de violência e proteger futuras vítimas. Uma vez por semana são realizados os encontros em grupo, com palestras e rodas de conversa. Lá, eles são instigados a refletir sobre as questões de gênero e a Lei Maria da Penha. Além disso, fala-se sobre paternidade, família, autoestima, drogas e álcool. Os homens também são atendidos individualmente por uma equipe multiprofissional composta por psicólogo, assistente social, advogado e pedagogo.

 

deixe seu comentário

Nome:

E-mail:

* Seu e-mail não será publicado

Mensagem:
Acompanhe nas redes sociais

© 2006 - 2019 Roteiro Amazônico. Todos os direitos reservados.

sob liçença