Amazônia Assembleia Legislativa do Amazonas Brasília Câmara Municipal de Manaus Cidades Ciência Cotidiano Economia Educação Energia
GALERIAS RÁDIO TV
notícias
31/07/2016 | 08:32 - Mato Grosso / Política

MT. Governo lança obra de construção de acesso à ponte que liga MT e Goiás

Divulgação

O governador de Goiás, Marconi Perillo, lembrou que a obra sempre foi um grande sonho da região. Destacou que as primeiras tratativas com Mato Grosso começaram na gestão do ex-governador Dante de Oliveira (já falecido). Desde então, o Estado de Goiás iniciou a construção através de Parceria Público-Privada (PPP). Mas, segundo ele, nenhuma das duas gestões anteriores se interessaram na continuidade do projeto.

O governador Pedro Taques e o governador de Goiás, Marconi Perillo, lançaram neste sábado (30.07) a construção do acesso à ponte de 577 metros que liga Cocalinho, em Mato Grosso à Aruanã, em Goiás. O investimento do Estado será de R$ 2 milhões e as obras começam imediatamente.

O investimento do Governo de Mato Grosso vai cobrir uma dívida histórica com a região do Araguaia, visto que Mato Grosso não investiu nada desde o início da construção em 2006. As obras serão tocadas pela empresa Emsa.

"A importância dessa ponte é a integração dos estado de Mato Grosso e Goiás, que são separados pelo Rio Araguaia. Mas este rio tem que simbolizar a união destes dois povos e trabalhamos para concretizar isso. É uma vergonha termos uma obra como esta e ela não ligar dois povos", afirmou Taques.

O governo de Goiás já investiu cerca de R$ 20 milhões na obra, o consórcio que vai administrar a ponte já contabiliza investimento de R$ 15 milhões, enquanto Mato Grosso ainda não havia investido nada desde o ano de 2006, quando a obra começou.

"Havia um dizer em Cocalinho de que Mato Grosso só entrou com a cabeceira do rio. Agora nós vamos fazer o encabeçamento da ponte. A Sinfra já tem a determinação de no ano de 2017 fazer a pavimentação dos 42 quilômetros até Cocalinho", disse.

O governador de Goiás, Marconi Perillo, lembrou que a obra sempre foi um grande sonho da região. Destacou que as primeiras tratativas com Mato Grosso começaram na gestão do ex-governador Dante de Oliveira (já falecido). Desde então, o Estado de Goiás iniciou a construção através de Parceria Público-Privada (PPP). Mas, segundo ele, nenhuma das duas gestões anteriores se interessaram na continuidade do projeto.

Perillo avalia que a ponte materializa o que os governadores do Brasil Central têm como ideal, a integração entre os Estados participantes. "Eu estou feliz porque agora vamos ter condições de fazer a cabeceira da ponte e construir os acessos com asfalto, e dar funcionalidade a esta ponte", comemorou.

O secretário de Estado de Infraestrutra e Logística de Mato Grosso, Marcelo Duarte, destacou que o uso da ponte também vai propiciar o direito constitucional de ir e vir. "Hoje essas pessoas que precisam ir para o outro lado dependem de balsa. Não pagam barato e ainda têm uma limitação de horário, ou seja, se não chegar no horário a pessoa acaba ficando do outro lado do rio e isso tem que acabar", disse.

Segundo Marcelo, a Sinfra trabalha para concretizar as obras de infraestrutura que estão espalhadas por todo o Estado. Destaca que 150 frentes de trabalho estão em andamento no programa "Pró-Estradas", nos três eixos: construção, reconstrução e manutenção de estradas. "Esta obra simboliza o compromisso dos dois governos (Goiás e Mato Grosso) com o Vale do Araguaia", finalizou.  

Fonte: Divulgação

deixe seu comentário

Nome:

E-mail:

* Seu e-mail não será publicado

Mensagem:
Acompanhe nas redes sociais

© 2006 - 2019 Roteiro Amazônico. Todos os direitos reservados.

sob liçença