Assembleia Legislativa do Amazonas Câmara Municipal de Manaus Cidades Ciência Economia Educação Energia Esporte Eventos Meio Ambiente
GALERIAS VÍDEOS RÁDIO
notícias
08/01/2018 | 16:57 - Maranhão / Cidades

MA . Internas da UPR Feminina são certificadas por trabalho em malharia e panificadora

Divulgação

Na manhã dessa segunda-feira (8), as internas receberam certificados de reconhecimento entregues por representantes das Secretarias de Estado de Administração Penitenciária (Seap) e de Trabalho e Economia Solidária (Setres), pelo relevante trabalho feito na malharia e, também, na panificadora, ambas instaladas na própria UPR.

Detentas da Unidade Prisional de Ressocialização (UPR) Feminina de São Luís cumpriram a meta estipulada pelo Governo do Maranhão para descaracterizar, em um mês, 15 mil peças de roupas apreendidas pela Receita Federal do Brasil, vestes que serão doadas a entidades beneficentes.

Na manhã dessa segunda-feira (8), as internas receberam certificados de reconhecimento entregues por representantes das Secretarias de Estado de Administração Penitenciária (Seap) e de Trabalho e Economia Solidária (Setres), pelo relevante trabalho feito na malharia e, também, na panificadora, ambas instaladas na própria UPR. 

Na ocasião, as internas ainda foram contempladas com o certificado de conclusão dos cursos de Cabelereiro, Manicure e Pedicure e de Doces Finos. Os cursos são frutos de parceria entre as secretarias de Trabalho e Administração Penitenciária.

“O objetivo principal é garantir a reinserção social das apenadas por meio do trabalho, buscando fazer com que elas, no término da pena, saiam da unidade e sejam inseridas no mercado de trabalho”, destacou o secretário de Estado de Administração Penitenciária, Murilo Andrade.

A solenidade ocorreu como forma de valorizar as internas pelo trabalho realizado durante o mês de dezembro, sendo eles: a entrega de 100 cestas natalinas produzidas nas padarias da unidade e a descaracterização das 15 mil peças de roupas.

A detenta Gliciane Sousa Correa, de 39 anos, falou da importância de integrar o grupo que concluiu o curso. “Entramos aprendendo a cada dia que passa um pouco mais sobre técnicas de costura e isso, com certeza, para termos um bom futuro fora daqui”, destacou a interna.

O secretário de Trabalho e Economia Solidária, Julião Amin, falou sobre a importância dos cursos. “Os cursos são voltados a resgatar a dignidade das pessoas para que elas comecem a se sentir úteis e necessárias à sociedade”, afirmou.

Ele ainda falou sobre parceria entre a Setres e a Seap. “A parceria é importante para as políticas públicas, que sempre buscam o crescimento das pessoas e a integração dos presos na sociedade, para trabalhar em benefício à população’’, concluiu.

Fonte: ma.gov.br

deixe seu comentário

Nome:

E-mail:

* Seu e-mail não será publicado

Mensagem:
Acompanhe nas redes sociais

© 2006 - 2017 Roteiro Amazônico. Todos os direitos reservados.

sob liçença