Assembleia Legislativa do Amazonas Câmara Municipal de Manaus Cidades Ciência Economia Educação Energia Esporte Eventos Meio Ambiente
GALERIAS RÁDIO TV
notícias
16/06/2018 | 23:39 - Internacional / Esporte

Copa 2018. Rivais do Brasil, Costa Rica e Sérvia duelam em 'final' pelo Grupo E

Divulgação

O país da América Central ficou fora dos dois mundiais seguintes, em 1994 e 1998. Classificou-se para as duas edições posteriores, em 2002 e 2006, mas voltaram para casa na primeira fase. Em 2010, decepcionaram mais uma vez os torcedores e não estiveram na África do Sul. Mas o retorno às Copas, em 2014, no Brasil, foi triunfal.

 

 

Os costarriquenhos disputam na Rússia a sua quinta Copa. O objetivo é encerrar as oscilações. A estreia no torneio ocorreu em 1990, quando chegaram às oitavas de final. Coincidentemente, também estavam no grupo do Brasil. Surpreenderam ao baterem a Escócia (1 a 0) e a Suécia (2 a 1) - foram derrotados pela seleção verde-amarela (1 a 0) - e se classificaram para o mata-mata. Caíram para a Checoslováquia (4 a 1).


O país da América Central ficou fora dos dois mundiais seguintes, em 1994 e 1998. Classificou-se para as duas edições posteriores, em 2002 e 2006, mas voltaram para casa na primeira fase. Em 2010, decepcionaram mais uma vez os torcedores e não estiveram na África do Sul. Mas o retorno às Copas, em 2014, no Brasil, foi triunfal.

Ficaram em primeiro lugar do grupo que tinha as campeãs mundiais Inglaterra, Uruguai e Itália. A zebra continuou solta nas oitavas de final, quando a Costa Rica bateu a Grécia. Só parou na Holanda, nos pênaltis, nas quartas. A campanha revelou para o mundo o goleiro Keylor Navas, que depois da competição foi contratado pelo Real Madrid. Aquele time também destacou para o futebol internacional o atacante Joel Campbell, o lateral-direito Cristian Gamboa e o zagueiro Giancarlo González - todos estarão em ação na Rússia novamente.Costa Rica e Sérvia duelam neste domingo, às 9 horas (de Brasília), na Arena Samara, em Samara, em confronto que pode definir o futuro das seleções na sequência da Copa do Mundo da Rússia. Isso porque estão no Grupo E e vão enfrentar o Brasil e a Suíça nas próximas rodadas. Uma derrota significa carimbar o passaporte de despedida do Mundial. Assim, o confronto é tratado como verdadeira final pelas equipes. 

Terra

deixe seu comentário

Nome:

E-mail:

* Seu e-mail não será publicado

Mensagem:
Acompanhe nas redes sociais

© 2006 - 2018 Roteiro Amazônico. Todos os direitos reservados.

sob liçença