Assembleia Legislativa do Amazonas Câmara Municipal de Manaus Cidades Ciência Economia Educação Energia Esporte Eventos Meio Ambiente
GALERIAS RÁDIO TV
notícias
20/03/2018 | 20:34 - Brasil / Cidades

BSB . Sinetram participa, em Brasília, de reunião emergencial para discutir rumos do transporte coletivo

Divulgação - Sinetram

Após a reunião, a NTU elaborou uma carta de recomendação para recuperação o setor onde, entre as propostas, pede o cumprimento rigoroso dos contratos de concessão, a retomada de investimentos na infraestrutura urbana e priorização dos espaços destinados ao transporte coletivo, a cobertura dos custos de gratuidades e benefícios tarifários do transporte coletivo por meios de orçamentos públicos, e a proteção do transporte coletivo contra a concorrência desleal e contra a insegurança que assusta os usuários.

 

 

Representantes do Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros do Estado do Amazonas (Sinetram) participaram, nesta terça-feira (20), de uma reunião na Associação Nacional das Empresas de Transporte Urbanos (NTU), em Brasília, onde discutiram propostas para a melhoria do serviço. Além do Sinetram, diversos outros sindicatos, de várias capitais brasileiras, participaram do encontro.

 

De acordo com o assessor jurídico do Sinetram, Fernando Borges, com a grave crise as concessionárias perderam cerca de 20% da demanda, entre 2014 e 2107, e dentre outros motivos, deixaram de fazer alguns investimentos.

 

“O país enfrenta uma grave crise econômica, que atingiu diretamente o sistema de transporte coletivo. Isso gerou uma enorme queda de passageiros e aumentou os insumos. Além disso, as concessionárias perderam quase 20% dos passageiros, tanto por conta da crise, quanto pela concorrência desleal do transporte irregular e dos aplicativos. O transporte coletivo no Brasil precisa ser tratado com seriedade”, destacou Borges.

 

Após a reunião, a NTU elaborou uma carta de recomendação para recuperação o setor onde, entre as propostas, pede o cumprimento rigoroso dos contratos de concessão, a retomada de investimentos na infraestrutura urbana e priorização dos espaços destinados ao transporte coletivo, a cobertura dos custos de gratuidades e benefícios tarifários do transporte coletivo por meios de orçamentos públicos, e a proteção do transporte coletivo contra a concorrência desleal e contra a insegurança que assusta os usuários.

Assessoria de Imprensa

 

deixe seu comentário

Nome:

E-mail:

* Seu e-mail não será publicado

Mensagem:
Acompanhe nas redes sociais

© 2006 - 2018 Roteiro Amazônico. Todos os direitos reservados.

sob liçença