Amazônia Assembleia Legislativa do Amazonas Brasília Câmara Municipal de Manaus Cidades Ciência Cotidiano Economia Educação Energia
GALERIAS RÁDIO TV
notícias
05/04/2019 | 11:06 - Brasil / Polícia

Brasil. Youtuber revela que foi estuprada por ex-BBB durante viagem

Reprodução / Instagram @vidcg)

“Comecei a falar para ele me deixar ir embora e ele falava ‘não’. E eu não conseguia sair porque ele estava me prendendo na cama. E eu ficava ‘para’. Ele estava me prendendo com a perna, jogando o peso dele para cima de mim. Depois eu me dei conta que eu estava sendo estuprada eu comecei a chorar e ele não parava, ele não me deixava sair”, detalha Vee.

 

Vitória Castro, de 20 anos, mais conhecida no Youtube como Vee Castro, divulgou um vídeo em seu canal na quinta-feira (4) em que revela ter sofrido um estupro durante a viagem com o Navio Chilli Beans. No relato, com aproximadamente 17 minutos, ela explica que num primeiro momento não fez boletim de ocorrência sobre o acontecido e, sem dar nomes, afirma que o assediador é um ex-BBB ‘que não tem boa fama’.

“Comecei a falar para ele me deixar ir embora e ele falava ‘não’. E eu não conseguia sair porque ele estava me prendendo na cama. E eu ficava ‘para’. Ele estava me prendendo com a perna, jogando o peso dele para cima de mim. Depois eu me dei conta que eu estava sendo estuprada eu comecei a chorar e ele não parava, ele não me deixava sair”, detalha Vee.

A jovem revela que tudo aconteceu no último dia de viagem, enquanto aguardava o desembarque no Porto de Santos, litoral de São Paulo. No mesmo dia ela chegou a ir numa delegacia, mas que não se sentia bem no local e foi embora.

Em um segundo momento, Vee acionou um advogado, mas foi orientada a não fazer denúncias, segundo ela, por não ter provas suficientes. De acordo com o relato, o ex-BBB praticou sexo oral nela e tentou penetração sem preservativo.

A Chilli Beans ofereceu apoio psicológico para a Youtuber e informou, via comunicado, que repudia “qualquer crime, ato ou violência que desrespeite as pessoas ou viole os direitos humanos”

“A empresa se colocou prontamente à disposição para prestar apoio e suporte necessários, de qualquer natureza. E assim continuaremos, inclusive dando apoio a eventual investigação. O respeito a todos é um dos pilares fundamentais da nossa organização”, completa.

 

deixe seu comentário

Nome:

E-mail:

* Seu e-mail não será publicado

Mensagem:
Acompanhe nas redes sociais

© 2006 - 2019 Roteiro Amazônico. Todos os direitos reservados.

sob liçença