Amazônia Assembleia Legislativa do Amazonas Brasília Câmara Municipal de Manaus Cidades Ciência Cotidiano Economia Educação Energia
GALERIAS RÁDIO TV
notícias
21/09/2019 | 23:18 - Internacional / Mundo

Bilionário cumpre promessa e doa US$ 34 mi para quitar dívida de estudantes nos EUA

Steve Schaefer/AP

Em maio, o empresário anunciara que pagaria as dívidas dos alunos da universidade de Atlanta, nos sul dos EUA. Atualmente o negro mais rico dos Estados Unidos, Smith, segundo a revista “Forbes”, tem uma fortuna estimada em US$ 5 bilhões (R$ 20,7 bilhões) – quase o dobro, por exemplo, do que possui a apresentadora Oprah Winfrey, frequentemente mencionada na mídia americana como a pessoa negra mais rica do país.

 

Robert F. Smith é o afrodescendente mais rico dos Estados Unidos, com fortuna estimada em US$ 5 bi.Em maio ele havia prometido pagar os débitos de toda a turma de 2019 do Morehouse College, em Atlanta.

O bilionário americano Robert Smith cumpriu a promessa que havia feito em maio deste ano e pagou as dívidas estudantis de toda a turma de formandos de 2019 de uma universidade historicamente frequentada por alunos negros. Segundo a rede CNN, Smith doou US$ 34 milhões (R$ 141 milhões) para a entidade. 

Em maio, o empresário anunciara que pagaria as dívidas dos alunos da universidade de Atlanta, nos sul dos EUA. Atualmente o negro mais rico dos Estados Unidos, Smith, segundo a revista “Forbes”, tem uma fortuna estimada em US$ 5 bilhões (R$ 20,7 bilhões) – quase o dobro, por exemplo, do que possui a apresentadora Oprah Winfrey, frequentemente mencionada na mídia americana como a pessoa negra mais rica do país.

No ano 2000, Smith criou um fundo de investimento chamado Vista Equity Partners, que só faz aportes em empresas de softwares.

O bilionário é egresso de uma família de classe média, mas não enfrentou obstáculos grandes para juntar seu dinheiro: cresceu em um bairro negro de classe média da cidade de Denver, no estado do Colorado, com pai e mãe com doutorado em educação, segundo o jornal "New York Times".

Essa não é a primeira doação dele a alunos universitários: ele já havia feito uma de US$ 50 milhões (cerca de R$ 207 milhões) à Universidade de Cornell, onde se formou em engenharia.

Durante seus estudos, estagiou na Bell Labs --conseguiu a vaga depois de procurar a empresa todas as semanas durante cinco meses.

Conforme o "New York Times", Smith tem um lado excêntrico: gosta de usar ternos de três peças, possui um piano que já pertenceu a Elton John, se casou na Costa Amalfitana, na Itália, com uma ex-modelo da "Playboy", e deu aos seus filhos nomes de cantores, Hendrix (em homenagem a Jimi Hendrix) e Legend (em uma menção a John Legend).

deixe seu comentário

Nome:

E-mail:

* Seu e-mail não será publicado

Mensagem:
Acompanhe nas redes sociais

© 2006 - 2019 Roteiro Amazônico. Todos os direitos reservados.

sob liçença