Assembleia Legislativa do Amazonas Câmara Municipal de Manaus Cidades Ciência Economia Educação Energia Esporte Eventos Meio Ambiente
GALERIAS RÁDIO TV
notícias
10/03/2019 | 22:41 - Internacional / Mundo

Apagão . Venezuela segue no escuro e apapão já vai para o quinto dia

Divulgação

Reiteramos nosso apoio ao Presidente Encarregado Juan Guaidó e à Assembleia Nacional e ratificamos nosso compromisso com o povo venezuelano em sua busca por uma solução para a crise que afeta seu país. Somente um governo legítimo surgido de eleições livres e democráticas poderá realizar a reconstrução das instituições, da infraestrutura e da economia do país, de que os venezuelanos necessitam para recuperar sua dignidade, o exercício das liberdades civis e o respeito de seus direitos humanos, após anos de negligência e negação.

 

Os governos da Argentina, do Brasil, do Canadá, da Colômbia, da Costa Rica, do Chile, da Guatemala, de Honduras, do Panamá, do Paraguai e do Peru, membros do Grupo de Lima, nos solidarizamos com os milhões de venezuelanos afetados pelo apagão que se prolonga há mais de 50 horas e que, até o momento, resultou em 18 vítimas em hospitais e em clínicas em consequência da falta de abastecimento elétrico, além dos inúmeros contratempos na vida cotidiana, os quais se somam às penúrias que o povo venezuelano vem sofrendo há anos. Esta situação não faz senão confirmar a existência e a magnitude da crise humanitária que o regime de Maduro se nega a reconhecer.

 

Responsabilizamos exclusivamente o regime ilegítimo de Maduro pelo colapso do sistema elétrico venezuelano.

 

Reiteramos nosso apoio ao Presidente Encarregado Juan Guaidó e à Assembleia Nacional e ratificamos nosso compromisso com o povo venezuelano em sua busca por uma solução para a crise que afeta seu país. Somente um governo legítimo surgido de eleições livres e democráticas poderá realizar a reconstrução das instituições, da infraestrutura e da economia do país, de que os venezuelanos necessitam para recuperar sua dignidade, o exercício das liberdades civis e o respeito de seus direitos humanos, após anos de negligência e negação.

 

deixe seu comentário

Nome:

E-mail:

* Seu e-mail não será publicado

Mensagem:
Acompanhe nas redes sociais

© 2006 - 2019 Roteiro Amazônico. Todos os direitos reservados.

sob liçença