Assembleia Legislativa do Amazonas Câmara Municipal de Manaus Cidades Ciência Economia Educação Energia Esporte Eventos Meio Ambiente
GALERIAS RÁDIO TV
notícias
25/01/2018 | 16:49 - Amazonas / Meio Ambiente

AM. Visitação do Parque do Mindu registra aumento de 500% nos últimos cinco anos

Divulgação

O Parque do Mindu interage com o entorno e a comunidade de forma integral. “Podemos afirmar que o parque serve como laboratório e também um local terapêutico onde as pessoas procuram pelo silêncio, aspecto ambiental saudável, tratamento que a própria sociedade dá ao parque, mantendo-o limpo e com seus limites mais cuidados”, relata José Feitoza, gestor do espaço.

 

Um dos principais parques urbanos de Manaus, o Parque Municipal do Mindu vem batendo recorde de público nos últimos cinco anos. Promovendo a integração da sociedade com o meio ambiente, o espaço passou de uma visitação de 22 mil pessoas, em 2012, para 134.090 visitantes, no ano passado, o que representa um aumento gradativo de 500% no período.

 

Criado pelo prefeito Arthur Virgílio Neto, ainda na década de 90, na sua primeira gestão à frente da Prefeitura de Manaus, o parque tem 42 hectares de extensão, que atrai pessoas de todas as idades em busca de desenvolver trabalhos de pesquisa, praticar exercícios, tomar um café regional ou simplesmente contemplar a natureza viva no rico cenário da fauna e da flora nativas da Amazônia.

 

“Nossa intenção foi combater a invasão nos arredores desse fragmento de floresta, por isso criamos o parque. Hoje percebemos que a população compreendeu a nossa intenção e tem se apropriado desse espaço de maneira muito salutar, tendo em vista as diversas parcerias que realizamos para a ações ambientais no Parque do Mindu, além da crescente visitação”, destaca o prefeito Arthur Neto.

 

Desde 2013, passaram a ser desenvolvidos, regularmente, no parque programas socioambientais que devolveram à unidade a credibilidade e o respeito da sociedade. O secretário municipal de Meio Ambiente e Sustentabilidade (Semmas), Antônio Nelson, destaca que os investimentos realizados na reforma e adequação de estruturas físicas foram fundamentais para esse aumento expressivo de visitação.

 

“A prefeitura buscou fazer com que o Parque do Mindu estivesse presente na vida das pessoas, por tudo que a unidade de conservação representa para a sustentabilidade ambiental da cidade”, afirma o secretário, acrescentando que a prefeitura está trabalhando para dotar os parques e unidades de conservação, geridos pelo município, de atividades e atrativos que os tornem integrados à comunidade.

 

Laboratório ao ar livre

A estudante de Biologia, Klaiane dos Santos, está fazendo seu projeto de pesquisa da faculdade no Parque do Mindu. Ela disse que está estudando o Sauim de Coleira e que o laboratório ao ar livre do local, com vasta fauna e flora, faz os alunos terem tudo o que precisam para os estudos. “Estamos realizando o monitoramento de como os sauins se comportam no habitat natural e a possível extinção. O parque é o melhor local para a pesquisa, com suas belezas naturais. Uma oportunidade para os estudantes investigarem e se aprimorarem”, destaca.

 

Já o voluntário da Organização de Sociedade Civil AIESEC, Adriel Carril, leva intercambistas para conhecer as belezas naturais de Manaus. “Somos uma plataforma internacional que possibilita o desenvolvimento pessoal e profissional de jovens estudantes através de programas de trabalho em equipe, liderança e intercâmbio. E nada melhor do que trazê-los para conhecer o Parque do Mindu”, conta.

 

Curitibana, Caroline Gonçalves, se encantou com as belezas do Parque do Mindu, depois de indicações de que era um dos pontos turísticos de Manaus. “Uma grande experiência estar aqui, em contato com a natureza, com essa vasta biodiversidade”, disse.

 

Situado na avenida Perimetral, no Parque Dez, o Parque do Mindu é aberto à visitação de terça a domingo, das 7h às 17h.

 

Melhorias

Para o diretor de Áreas Protegidas da Semmas, Márcio Bentes, as trilhas, reforma dos prédios existentes, qualificação dos servidores e as ações que levam voluntariado a ajudar na gestão do parque fizeram com que a população entendesse a importância do espaço verde. “Todo o esforço foi para que a população de Manaus possa visitar o parque e usufruir de suas belezas naturais e do seu conforto ambiental”, explica. “O parque hoje oferece uma boa qualidade ambiental e uma estrutura de gestão que recepciona os visitantes e faz com queiram voltar”, finaliza Bentes.

 

O Parque do Mindu interage com o entorno e a comunidade de forma integral. “Podemos afirmar que o parque serve como laboratório e também um local terapêutico onde as pessoas procuram pelo silêncio, aspecto ambiental saudável, tratamento que a própria sociedade dá ao parque, mantendo-o limpo e com seus limites mais cuidados”, relata José Feitoza, gestor do espaço.

 

Atualmente, não se tem mais registros de supressão vegetal e perdas ocasionadas por invasores que haviam antes. As atividades voltadas para a saúde e práticas esportivas também trazem um número expressivo de caminhantes, adeptos dos esportes e da prática da meditação.

 

Atualmente, a Semmas é responsável pela gestão direta e indireta de 19 áreas protegidas no município, sendo dez unidades de conservação pertencentes à Prefeitura de Manaus, sete reservas particulares do patrimônio natural (RPPNs), geridas pelo setor privado, e dois corredores ecológicos urbanos (do Igarapé do Mindu e da Cachoeira do Leão). O Parque Municipal do Mindu é uma das duas unidades de conservação municipais, na categoria parque, existentes na cidade. 

Fonte: Semmas

deixe seu comentário

Nome:

E-mail:

* Seu e-mail não será publicado

Mensagem:
Acompanhe nas redes sociais

© 2006 - 2018 Roteiro Amazônico. Todos os direitos reservados.

sob liçença