Assembleia Legislativa do Amazonas Câmara Municipal de Manaus Cidades Ciência Economia Educação Energia Esporte Eventos Meio Ambiente
GALERIAS RÁDIO TV
notícias
03/01/2019 | 12:12 - Brasil / Educação

AM. Universidade do Amazonas terá novo bloco para Comunicação

Divulgação

“A comunicação tem que se reinventar porque agora não é mais apenas TV, rádio e jornal”, disse o ministro. “Cada vez mais é importante formar profissionais que saibam trabalhar com ética, para evitar esse manancial de fake news. Precisamos de lugares seguros para encontrar as informações necessárias”, ressaltou Rossieli.

 

O ministro da Educação, Rossieli Soares, inaugurou nesta sexta-feira, 28, em Manaus, o bloco Erasmo do Amaral Linhares da Faculdade de Informação e Comunicação da Universidade Federal do Amazonas (Ufam). O dia também foi de reconhecer o trabalho de profissionais que se dedicam a melhorar a educação no país, com a entrega da Medalha da Ordem Nacional do Mérito Nacional Educativo 2018.

“A comunicação tem que se reinventar porque agora não é mais apenas TV, rádio e jornal”, disse o ministro. “Cada vez mais é importante formar profissionais que saibam trabalhar com ética, para evitar esse manancial de fake news. Precisamos de lugares seguros para encontrar as informações necessárias”, ressaltou Rossieli.

Para viabilizar a construção do bloco, foram investidos R$ 3.522.341,59. As obras tiveram início em dezembro de 2016 e foram concluídas em julho deste ano. São 2,2 mil metros quadrados de área construída.

Se referindo aos professores presentes no evento, o reitor da Ufam, Sylvio Mario Puga Ferreira, lembrou a luta desses profissionais, “que atuam com o sonho de formar com mais qualidade nossas crianças, nossos jovens e nossos adultos na nossa universidade. É o sonho que nos une onde quer que atuemos.”

O diretor da Faculdade de Informação e Comunicação da Ufam, Allan Soljenitsin Barreto, conta que a ampliação do espaço começou em 2012, com a proposta de verticalização do antigo Instituto de Ciências Humanas e Letras da instituição.

Em 2013, as obras tiveram início, embora questões como licenciamento ambiental e falência da empresa executora da obra tenham prejudicado o seu andamento. Nesse período foi iniciado o processo de criação da Faculdade de Comunicação, com o objetivo de fortalecer o ensino, a pesquisa e extensão da comunicação social.

“Este bloco e essa faculdade são frutos de muita luta, empenho e determinação dos docentes, discentes e técnicos administrativos. Em março, estaremos no prédio, que é um sonho de várias gerações que passaram pelos cursos de comunicação. Hoje foi o dia de ver concretizado esse sonho. O que nos enche de entusiasmo para seguir adiante, buscando nesse novo espaço, principalmente, a melhoria da qualidade do ensino público e gratuito aqui na Amazônia”, comemora Barreto.

Homenagem – Durante a cerimônia, o ministro entregou a Medalha da Ordem Nacional do Mérito Nacional Educativo 2018. O primeiro homenageado foi o professor Gedeão Timóteo Amorim, que atua há mais de 30 anos na área da educação e gestão pública, e atualmente é deputado federal.

A outra homenageada é a professora Soraya Freire de Oliveira Nobre. Graduada em pedagogia com habilitação em supervisão escolar pela Ufam, ela é especialista em gestão escolar pela Faculdade Salesiana Dom Bosco. Atualmente é professora do ensino fundamental 1 na Escola Estadual Carvalho Leal, com 24 anos de atuação, e professora na Escola Municipal Thomás Meirelles, com 28 anos de atuação.

MEC
 

deixe seu comentário

Nome:

E-mail:

* Seu e-mail não será publicado

Mensagem:
Acompanhe nas redes sociais

© 2006 - 2018 Roteiro Amazônico. Todos os direitos reservados.

sob liçença