Assembleia Legislativa do Amazonas Câmara Municipal de Manaus Cidades Ciência Economia Educação Energia Esporte Eventos Meio Ambiente
GALERIAS VÍDEOS RÁDIO
notícias
Enviar por e-mail Imprimir Compartilhar
26/09/2017 | 20:42 - Amazonas / Saúde

AM. Fórum de Vinculação ao Pré-Natal discute diagnóstico e tratamento da sífilis na gravidez

Rodemarques Abreu - |Semed

A programação teve como público alvo enfermeiros, assistentes sociais, médicos e cirurgiões-dentistas que atuam em 11 Unidades Básicas de Saúde (UBSs) e em 28 equipes da Estratégia Saúde da Família (ESF), localizadas na zona Sul de Manaus, além de representantes da maternidade Balbina Mestrinho.

 

O 2º Fórum de Vinculação ao Pré-Natal de 2017, promovido pela Secretaria Municipal de Saúde (Semsa), por meio do Distrito de Saúde Sul (Disa Sul), na tarde desta terça-feira, 26/9, no auditório da Escola de Serviço Público Municipal e Inclusão Socioeducacional (Espi), bairro Flores, zona Centro-Sul, abordou o tema “Diagnóstico e Tratamento da Sífilis na Gravidez”.

 

A programação teve como público alvo enfermeiros, assistentes sociais, médicos e cirurgiões-dentistas que atuam em 11 Unidades Básicas de Saúde (UBSs) e em 28 equipes da Estratégia Saúde da Família (ESF), localizadas na zona Sul de Manaus, além de representantes da maternidade Balbina Mestrinho.

 

Para o secretário municipal de Saúde, Marcelo Magaldi, a realização de ações que promovam uma melhor qualificação de profissionais sobre o diagnóstico e tratamento da sífilis na gravidez é uma das prioridades dos serviços de saúde com o objetivo de combater a transmissão vertical da doença, que ocorre quando a mãe transmite a sífilis para o bebê na gestação ou no parto.

 

“A sífilis pode causar aborto, má formação do feto e até a morte da criança após o nascimento, assim como provocar sequelas irreversíveis para o bebê, incluindo cegueira, surdez e alterações nos ossos e nos dentes. O diagnóstico precoce no pré-natal realizado nas UBSs é essencial para que seja iniciado o tratamento em tempo adequado, reduzindo os riscos de transmissão da doença da mãe para o bebê,” esclarece Marcelo Magaldi.

 

Durante o Fórum de Vinculação, o tema “Diagnóstico e Tratamento da Sífilis na Gravidez” foi abordado pela médica ginecologista obstetra Andréia Ferreira de Souza, que destacou importância da atuação dos profissionais da Atenção Básica na abordagem do paciente com suspeita ou confirmação da doença, principalmente para quebrar a cadeia de transmissão e iniciar o tratamento.

 

“Toda a equipe de saúde é importante na luta contra a sífilis, incluindo o médico, enfermeiro, técnico de enfermagem, assistente social. O pré-natal é uma oportunidade para orientar e tratar a grávida, sem esquecer do seu parceiro. Por ser uma infecção sexualmente transmissível, se o parceiro não for tratado, a gestante pode ser exposta novamente à doença”, explica Andréia.

 

Ações
A responsável técnica pelo programa de Saúde da Mulher no Disa Sul, enfermeira Lúcia Marques de Freitas, destaca que a Semsa tem investido na detecção precoce da sífilis por meio de ferramentas como o teste rápido, exame que é realizado em, aproximadamente, 30 minutos, ainda durante atendimento da gestante na consulta do pré-natal na UBS.

 

“É uma estratégia que permite que o tratamento seja iniciado o mais rápido possível, reduzindo os riscos para o feto. Também é feita a busca do parceiro da gestante para a oferta do teste rápido”, informa a enfermeira.

 

Vinculação
Uma das ações do Ministério da Saúde para redução da mortalidade materna e infantil é a vinculação das gestantes, que realizam o pré-natal na Atenção Básica, às unidades de referência para assistência ao parto.

 

Uma das vantagens é que a gestante, ainda durante o pré-natal, pode realizar visitas programadas às maternidades que estão vinculadas às UBSs, de acordo com o território de atuação, conhecendo os serviços, esclarecendo dúvidas e obtendo informações sobre normas, rotinas e procedimentos.

 

“Essa ação também favorece o fortalecimento da integração entre os serviços de saúde, melhorando a organização da rede de atendimento. Os Fóruns de Vinculação, realizados três vezes ao ano em cada Distrito de Saúde, são um dos instrumentos para garantir o diálogo e a troca de informações entre as UBSs e as maternidades”, salienta Lúcia.

 

O próximo Fórum de Vinculação ao Pré-Natal do Disa Sul está marcado para quinta-feira, 28/9, reunindo profissionais da Maternidade Dona Lindu, de cinco UBSs e de 21 equipes da ESF. A programação será realizada no auditório da maternidade, na avenida Mário Ypiranga, das 13h30 às 17h00, abordando os temas “Parto e Patologias” e “Diagnóstico e Tratamento da Sífilis na Gravidez”.

 

Fonte: Semsa

 

deixe seu comentário

Nome:

E-mail:

* Seu e-mail não será publicado

Mensagem:
Acompanhe nas redes sociais

© 2006 - 2017 Roteiro Amazônico. Todos os direitos reservados.

sob liçença