Assembleia Legislativa do Amazonas Câmara Municipal de Manaus Cidades Ciência Economia Educação Energia Esporte Eventos Meio Ambiente
GALERIAS VÍDEOS RÁDIO
notícias
29/04/2018 | 22:43 - Amazonas / Esporte

AM. Com 63 medalhas, Amazonas conquista novamente a 1ª colocação geral no Campeonato Brasileiro de Judô

Tácio Melo

Aproximadamente 500 atletas passaram pela competição na capital, que reuniu sete Estados das regiões Norte e Nordeste do país. De acordo com o diretor técnico da Fejama, David Azevedo, esse foi um grande resultado para o Amazonas. Esse ano, o bicampeonato no quadro geral teve um gosto ainda melhor. Em 2017, tivemos a oportunidade de realizarmos esse feito no Pará, mas esse ano, a conquista foi 'dentro de casa' e isso é satisfatório, porque mostra o empenho de cada clube e de cada atleta com a modalidade, uma vez que independentemente da quantidade de inscritos, só alcança os mais altos lugares do pódio quem tem determinação para isso, destacou.

 

 

Após conquistar 63 medalhas no Campeonato Brasileiro de Judô  Regional I, o Amazonas garantiu, mais uma vez, o 1º lugar na colocação geral da competição. O evento, que foi realizado no período de 27/04 a 29/04 (sexta, sábado e domingo), na Arena Poliesportiva do Amazonas (Amadeu Teixeira), zona centro-sul de Manaus, foi organizado pela Federação Amazonense de Judô (Fejama) e coordenado pela Confederação Brasileira de Judô (CBJ), com o apoio do Governo do Amazonas, por meio da Secretaria de Estado de Juventude, Esporte e Lazer (Sejel).

 

Aproximadamente 500 atletas passaram pela competição na capital, que reuniu sete Estados das regiões Norte e Nordeste do país. De acordo com o diretor técnico da Fejama, David Azevedo, esse foi um grande resultado para o Amazonas. Esse ano, o bicampeonato no quadro geral teve um gosto ainda melhor. Em 2017, tivemos a oportunidade de realizarmos esse feito no Pará, mas esse ano, a conquista foi 'dentro de casa' e isso é satisfatório, porque mostra o empenho de cada clube e de cada atleta com a modalidade, uma vez que independentemente da quantidade de inscritos, só alcança os mais altos lugares do pódio quem tem determinação para isso, destacou.

 

O secretário da Sejel, Manoel Almeida, parabenizou os atletas pelo resultado. Estamos aqui para apoiar efetivamente o esporte. Principalmente os tradicionais, como o judô, que tem crescido bastante não apenas no estado, mas no mundo todo. A Sejel parabeniza todos os atletas que participaram desta competição, em especial os judocas amazonenses, que mostraram garra e determinação ao representar bravamente nosso estado diante desta competição tão importante que é o Campeonato Brasileiro de Judô. Da mesma forma saúdo os professores, pela dedicação e empenho em ensinar essa arte magnífica aos nossos judocas amazonenses, afirmou.

 

Com a participação de estados do Norte e Nordeste do país como Amazonas, Pará, Amapá, Roraima, Maranhão, Piauí e Ceará, foram realizadas disputas nas classes sub-13, sub-15, sub-18, sub-21, tanto no gênero feminino quanto no masculino. Para os inscritos no sub-18, sub-21 e sênior, o resultado somou pontos no ranking nacional da modalidade, já os medalhistas do sub-13 e sub-15 estão automaticamente classificados para o torneio em sua etapa nacional.

 

Campeão

Atleta da Seleção Brasileira de Base, o faixa marrom da Fort Judô Clube, Filipe Filho, de 16 anos, conquistou medalha de ouro na competição, na classe Sub-18, categoria Meio-médio (-73kg) e é uma das promessas do judô amazonense. Em dezembro de 2017 ele conquistou a terceira colocação na seletiva nacional da modalidade, realizada na cidade de Porto Alegre (RS), e obteve ainda o segundo lugar no Meeting de Base Sub-18, ocorrido em fevereiro deste ano, em São Paulo (SP).

 

Fiz três lutas nesta competição e a final foi, com certeza, a mais difícil. Com esse resultado, fico em primeiro no ranking nacional Sub-18 e já estou classificado para a etapa final do brasileiro. Minha preparação agora será para essa fase nacional. Também pretendo disputar o Circuito de Judô na Polônia, já que tenho vaga com os resultados obtidos no ano passado em minha categoria, afirmou.

 

Dobradinha

A judoca Thalia Castro, de 17 anos, fechou com chave de ouro a competição e garantiu duas medalhas de ouro nas classes Sub-18 e Sub-21, nas categorias Meio-Leve e Superligeiro, respectivamente. Em 2017, a atleta da academia La Salle, alcançou dois terceiros lugares no Pará, nesta mesma competição.

 

Ao todo foram seis combates bastante duros em ambas as categorias. Meus treinamentos foram intensos e o meu sensei, Ronald Cardoso, estava sempre preocupado com meu rendimento e não me deixava faltar nenhum treino. Isso foi fundamental em minha preparação, pois foi assim que consegui alcançar meus objetivos. Hoje tenho o prazer de dizer que todos os nossos esforços valeram à pena, mas a luta continua, rumo ao nacional, disse.

 

Sejel

 

 

deixe seu comentário

Nome:

E-mail:

* Seu e-mail não será publicado

Mensagem:
Acompanhe nas redes sociais

© 2006 - 2018 Roteiro Amazônico. Todos os direitos reservados.

sob liçença