Assembleia Legislativa do Amazonas Câmara Municipal de Manaus Cidades Ciência Economia Educação Energia Esporte Eventos Meio Ambiente
GALERIAS VÍDEOS RÁDIO
notícias
Enviar por e-mail Imprimir Compartilhar
10/10/2017 | 17:56 - Amazonas / Política

AM. Secretário de Saúde irá à ALE-AM na próxima terça-feira (17) falar sobre déficit de R$ 1,2 bilhão na Susam

Susam

Chagas afirmou ainda que a reforma administrativa do Governo de Amazonas está sofrendo ajustes e posteriormente será encaminhada para a Assembleia Legislativa. “Não existe nada materializado sobre extinção de secretarias. O governador tem responsabilidade e planejamento. A reforma está sofrendo ajustes porque o tempo de transição de governo foi curto. Essa medida é para garantir um futuro melhor para nosso Estado”, declarou.

O Secretário de Saúde do Estado, Francisco Deodato, apresenta, na próxima terça-feira (17) contratos e números da Saúde Pública do Amazonas aos deputados estaduais. Segundo informações do líder do Governo na Assembleia Legislativa do Estado do Amazonas, Dermilson Chagas (PEN), Deodato irá fazer ponderações sobre o déficit na secretaria.

“Na terça-feira o secretário estará aqui na Aleam para falar sobre a Saúde Pública do Amazonas e isso mostra a responsabilidade dele de levar às claras a situação e as investigações que estão sendo feitas pelos órgãos competentes. É um governo que começa, que é transparente e que não deve nada a ninguém”, afirmou Dermilson.


Na última segunda-feira (9) o titular da Saúde, Francisco Deodato, anunciou que a pasta enfrenta um déficit de R$ 1,2 bilhão. O secretário solicitou que o Ministério Público Estadual (MPE) e o Tribunal de Contas do Amazonas (TCE) acompanhem o processo de auditoria na Susam.

Reforma administrativa

Chagas afirmou ainda que a reforma administrativa do Governo de Amazonas está sofrendo ajustes e posteriormente será encaminhada para a Assembleia Legislativa. “Não existe nada materializado sobre extinção de secretarias. O governador tem responsabilidade e planejamento. A reforma está sofrendo ajustes porque o tempo de transição de governo foi curto. Essa medida é para garantir um futuro melhor para nosso Estado”, declarou.

Fonte: Assessoria de Imprensa

deixe seu comentário

Nome:

E-mail:

* Seu e-mail não será publicado

Mensagem:
Acompanhe nas redes sociais

© 2006 - 2017 Roteiro Amazônico. Todos os direitos reservados.

sob liçença