Assembleia Legislativa do Amazonas Câmara Municipal de Manaus Cidades Ciência Economia Educação Energia Esporte Eventos Meio Ambiente
GALERIAS VÍDEOS RÁDIO
notícias
21/12/2017 | 16:34 - Amazonas / Polícia

AM .Polícia Civil prende integrante de associação criminosa que utilizava site para cometer roubos

Divulgação

Nesta ação, a infratora chegou à casa das vítimas e se apresentou como sobrinha do falso advogado. Após entrar na imóvel, passou a observar os bens que estavam à venda e avisou os três comparsas que, fazendo uso de armas de fogo, fizeram integrantes da família reféns. As vítimas foram amarradas dentro de um quarto. Após subtraírem os bens, os infratores empreenderam fuga, disse o titular do 10º DIP.

 

 

A Polícia Civil do Amazonas, por meio da equipe do 10º Distrito Integrado de Polícia (DIP), sob comando do delegado Danilo Bacarin, titular da unidade policial, cumpriu, na manhã de terça-feira (19/12), por volta das 11h30, mandado de prisão preventiva por roubo majorado em nome de Marilena Pedroso de Oliveira, 18. De acordo com a autoridade policial, a jovem fazia parte de uma associação criminosa que utilizava um site de compra e venda para cometer roubos a residências na capital.

 

Durante coletiva de imprensa, realizada na manhã desta quartafeira (20/12), às 10h30, no prédio do 10º DIP, Bacarin informou que a associação criminosa pesquisava, em sites de compra e venda, anúncios de objetos de grande valor. Após encontrarem um anunciante em potencial, entravam em contato com a pessoa se passando por um advogado chamado Wilson, morador do município de Manacapuru. Em contato feito por meio de ligação telefônica, o infrator mostrava interesse na compra do objeto, explicou Bacarin.

 

Conforme a autoridade policial, Marilena era usada como isca pela quadrilha, por ser uma jovem articulada. Durante a negociação com as vítimas, a pessoa que se passava por Wilson informava que mandaria uma sobrinha, no caso Marilena, para buscar a mercadoria. Utilizando essa estratégia, a jovem e três comparsas, que ainda estão sendo identificados pela Polícia Civil, roubaram no último dia 7 de dezembro a residência de uma família no bairro Dom Pedro, zona centro-oeste. Do lugar, os infratores levaram um drone avaliado em R$ 9 mil, MacBook, joias, relógios, roupas, além de aparelhos de videogame de última geração.

 

Nesta ação, a infratora chegou à casa das vítimas e se apresentou como sobrinha do falso advogado. Após entrar na imóvel, passou a observar os bens que estavam à venda e avisou os três comparsas que, fazendo uso de armas de fogo, fizeram integrantes da família reféns. As vítimas foram amarradas dentro de um quarto. Após subtraírem os bens, os infratores empreenderam fuga, disse o titular do 10º DIP.

 

Prisão preventiva - Bacarin declarou, ainda, que a infratora foi presa na residência dela, situada na rua Gandhi, bairro Colônia Santo Antônio, zona norte de Manaus. O mandado de prisão preventiva por roubo majorado em nome de Marilena foi expedido no dia 19 de dezembro deste ano, pela juíza Careen Aguiar Fernandes, da 9ª Vara Criminal.

 

Marilena foi indiciada por roubo majorado. Após os procedimentos na unidade policial, ela foi conduzida ao Centro de Detenção Provisória Feminino (CDPF), onde ficará à disposição da Justiça. O delegado destacou que as investigações em torno do caso irão continuar para identificar e prender os comparsas da jovem que atuaram no delito.

 

Cautela - Danilo Bacarin salientou que usuários de sites de compra e venda devem ter cuidado redobrado durante as negociações de produtos. Acredito que as pessoas, ao colocarem os objetos à venda, têm que ter o cuidado de verificar com quem está negociando, o local e a maneira como vai ocorrer a compra ou entrega do produto. Essa associação vinha utilizando esse mesmo modo de operação. Com certeza o bando buscará novas formas para continuar cometendo este tipo de crime, advertiu. 

Fonte:  Secom

deixe seu comentário

Nome:

E-mail:

* Seu e-mail não será publicado

Mensagem:
Acompanhe nas redes sociais

© 2006 - 2017 Roteiro Amazônico. Todos os direitos reservados.

sob liçença