Amazônia Assembleia Legislativa do Amazonas Brasília Câmara Municipal de Manaus Cidades Ciência Cotidiano Economia Educação Energia
GALERIAS RÁDIO TV
notícias
18/02/2019 | 19:43 - Amazonas / Cidades

AM . Vereadores fazem um minuto de silêncio pela morte do jornalista Vandré Fonseca

Robervaldo Rocha - Dircom/CMM

A iniciativa partiu do vereador Elias Emanuel (PSDB), que é jornalistas e, por vários anos, foi colega de trabalho de Vandré Fonseca, na Rede Amazônica de Rádio e Televisão. “Causa grande tristeza a morte tão precoce de um profissional tão dedicado ao seu oficio, como era Vandré Fonseca. O jornalismo amazonense e da Amazônia está de luto pela perda de um dos seis mais dedicados profissionais”, afirmou Elias Emanuel.

 

O jornalismo amazonense iniciou a semana de luto pela morte do jornalista Vandré Fonseca, 46 anos, ocorrida no domingo (17/2). Na Câmara Municipal de Manaus (CMM), logo na abertura da sessão ordinária desta segunda-feira (18/2), às 9h, os vereadores da capital amazonense fizeram um minuto de silêncio, pela morte do jornalista, que nas últimas duas décadas se dedicou em produzir matérias com a temática ambiental.

A iniciativa partiu do vereador Elias Emanuel (PSDB), que é jornalistas e, por vários anos, foi colega de trabalho de Vandré Fonseca, na Rede Amazônica de Rádio e Televisão. “Causa grande tristeza a morte tão precoce de um profissional tão dedicado ao seu oficio, como era Vandré Fonseca. O jornalismo amazonense e da Amazônia está de luto pela perda de um dos seis mais dedicados profissionais”, afirmou Elias Emanuel.

O pedido de minuto de silêncio feito pelo tucano Elias Emanuel teve o apoio de todos os vereadores presentes à sessão e se transformou numa homenagem póstuma da Câmara Municipal de Manaus. O presidente da CMM, Joelson Silva, em nome do parlamento manifestou votos de profundo pesar e enviou condolências à família e amigos de Vandré Fonseca.

Formado em Jornalismo pela Faculdade Cásper Líbero de São Paulo (em 1996), Vandré Fonseca mudou-se para Manaus em 2004, quando passou a integrar a equipe da TV Amazonas. Entre 1997 e 2004 ele trabalhou em Boa Vista, capital do estado de Roraima. Desde junho de 2017, Vandré fazia parte da rede de jornalista independente da agência Amazônia Real.

Especialista em jornalismo científico, saúde e meio ambiente, Vandré acumulava lagar experiência em produção de conteúdo jornalístico para televisão, jornais e sites de notícias relacionados à política, à biodiversidade e à conservação da Amazônia. Filho da professora aposentada Teresinha Fonseca, o jornalista era casado com a médica veterinária Rob Mesquita. O casal não tinha filhos.

O corpo do jornalista Vandré Fonseca foi velado durante toda manhã na funerária Canaã, localizada na Avenida Major Gabriel, zona Centro-Sul, depois foi transladado para cidade de Itaí, a 350 quilômetros de Guarulhos, em São Paulo. O sepultamento será realizado no Cemitério Municipal de Itaí na terça-feira (19/02), onde estão sepultados o tio Adalberto Macedo Costa e a avó do jornalista, Teresinha Macedo Costa, mortos em acidente de trânsito em 2015. É na cidade que moram os parentes de Vandré, entre eles, seu avô Jorge Gomes Costa, de 93 anos.

 

deixe seu comentário

Nome:

E-mail:

* Seu e-mail não será publicado

Mensagem:
Acompanhe nas redes sociais

© 2006 - 2019 Roteiro Amazônico. Todos os direitos reservados.

sob liçença