Assembleia Legislativa do Amazonas Câmara Municipal de Manaus Cidades Ciência Economia Educação Energia Esporte Eventos Meio Ambiente
GALERIAS RÁDIO TV
notícias
29/12/2017 | 01:53 - Amazonas / Cidades

AM . Prefeito garante que tarifa de ônibus não terá reajuste

Divulgação

Quanto a um novo sistema de transporte Arthur Neto revelou que no mês de janeiro irá apresentar o projeto do Bus Rapid Transit (BRT). Segundo ele, a implantação do novo modal deve acontecer por uma Parceria Público Privada (PPP) e já há um grupo interessado que apresentou uma proposta.

 

 

O prefeito de Manaus Arthur Virgílio Neto garantiu na manhã desta quinta-feira, 28/12, que o valor da tarifa de ônibus não deve ser reajustado. Ele também esclareceu que o fato da Assembleia Legislativa do Estado do Amazonas (Aleam) ter aprovado a isenção do Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores (IPVA) às empresas de ônibus, não implica na redução da passagem, dada a baixa porcentagem que representa o valor na composição da tarifa.

 

“Há um certo equívoco na forma como está sendo colocada a questão do IPVA visto que ele representa apenas 4 ou 5 centavos do valor de uma passagem, de acordo com o cálculo técnico”, observou o prefeito.

 

Ele também enfatizou que, se o governo do Estado enviar o projeto de lei solicitando a isenção do Imposto sobre a Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) sobre o diesel, e a Aleam aprovar, daí vai existir uma possibilidade real de se discutir a redução da tarifa de ônibus para R$3,50.

 

“A ideia é diminuir o preço da tarifa se o governador Amazonino Mendes fizer aprovar na Assembleia, e se os deputados concordarem com isso, é claro, a isenção do ICMS sobre o diesel. De outro modo não vai haver nenhum reajuste de passagem”, garantiu Arthur.

 

Para o prefeito não há a menor condição de aumentar a tarifa, além de salientar que os empresários não cumpriram o acordado quando a tarifa foi reajustada em R$ 3,80, em relação a troca de 300 veículos novos e com ar-condicionado.

 

“Eu continuo no direito de cobrar a eles que façam o que não fizeram em 2017. Prometeram 300 ônibus novos com ar-condicionado e com porta à esquerda e deram apenas 40 ônibus sem ar-condicionado. Então eles estão em débito conosco, e portanto, eu posso dizer a eles (empresários) que pensem em aumento” afirmou o prefeito, que também enfatizou que “ninguém é obrigado a ficar aqui. Eles se queixam que têm prejuízo e mostram planilha que estão perdendo. Então se estão levando prejuízo podem ir embora de Manaus e não ficar aqui perdendo”, alertou.

 

Quanto a um novo sistema de transporte Arthur Neto revelou que no mês de janeiro irá apresentar o projeto do Bus Rapid Transit (BRT). Segundo ele, a implantação do novo modal deve acontecer por uma Parceria Público Privada (PPP) e já há um grupo interessado que apresentou uma proposta.

 

“Nós queremos fazer esse salto para o BRT e mostrarmos que nós somos capazes de oferecer um transporte de qualidade para Manaus. Faremos a exibição do primeiro consórcio que se apresentou e aí faremos um chamamento público para outros consórcios, para então iniciarmos um licitação rigorosa e implantar o BRT porque essa é a saída”, finalizou.

 Fonte: Semcom

deixe seu comentário

Nome:

E-mail:

* Seu e-mail não será publicado

Mensagem:
Acompanhe nas redes sociais

© 2006 - 2018 Roteiro Amazônico. Todos os direitos reservados.

sob liçença