Assembleia Legislativa do Amazonas Câmara Municipal de Manaus Cidades Ciência Economia Educação Energia Esporte Eventos Meio Ambiente
GALERIAS RÁDIO TV
notícias
19/05/2019 | 06:16 - Amazonas / Esporte

AM . Paratleta de Badminton do Ctara é convocada para o Parapan-Americano no Peru

Divulgação - Sejel

Carinhosamente chamada pelos amigos de Mika, ela lembra do primeiro contato com o badminton em uma aula de Educação Física com o professor Fernando Taffarel, o atual técnico, que insistiu em mostrar o esporte. Ele fez uma demonstração do badminton, mas eu não gostei muito. Porém, ele insistiu para eu treinar com eles à tarde e fui me familiarizando. Comecei a levar mais a sério a prática e estou muito feliz, disse ela.

 

A atleta amazonense de parabadminton, Mikaela Costa Almeida, 16, é a mais nova convocada para a seleção Brasileira da modalidade e vai representar o país nos Jogos Parapan-americanos que ocorrerão em Lima, no Peru, de 23 de agosto a 1º de setembro. Praticante de badminton há três anos, Mikaela foi revelada por um projeto do Centro de Treinamento de Alto Rendimento do Amazonas (Ctara), o Núcleo de Desenvolvimento de Badminton, que funciona na Escola Estadual Cacilda Braule Pinto, no bairro Coroado, zona leste da cidade.

 

Mikaela é apoiada pela Secretaria de Estado de Juventude, Esportes e Lazer (Sejel). Os paratletas são exemplos a serem seguidos. Determinação, foco, força de vontade. Eles se superam diariamente nas mais diversas modalidades. Mikaela, que é do badminton, nos dá essa alegria com a convocação para o Parapan-Americano. Toda a equipe está de parabéns, comentou o titular da pasta, Caio André Oliveira.

 

Carinhosamente chamada pelos amigos de Mika, ela lembra do primeiro contato com o badminton em uma aula de Educação Física com o professor Fernando Taffarel, o atual técnico, que insistiu em mostrar o esporte. Ele fez uma demonstração do badminton, mas eu não gostei muito. Porém, ele insistiu para eu treinar com eles à tarde e fui me familiarizando. Comecei a levar mais a sério a prática e estou muito feliz, disse ela.

 

A atleta nasceu com uma deficiência congênita e não tem o braço direito, mas isso nunca significou limitação. Sempre gostei de praticar esporte, e de tudo eu participava. O esporte é muito importante, e a partir dele mudei a minha vida. Tenho certeza que muitas coisas boas ainda virão com o badminton, destacou.

 

O técnico Taffarel recorda a surpresa quando recebeu a notícia da convocação e conta como tem sido a evolução da atleta. Ficamos surpreendidos com a suposta convocação, mas quando chegou a confirmação do seu nome, ficamos muito felizes. É fruto de muito trabalho da Mika e da equipe. O ano passado foi repleto de dificuldades, principalmente para competir em eventos internacionais, mas superamos, e essa convocação coroa a nossa persistência, contou ele, que destacou a dedicação de Mikaela.

 

Nós treinamos de segunda a sexta-feira, às vezes até no sábado, e ela não falta. É extremamente dedicada e leva o esporte muito a sério. O que ela vem colhendo é fruto de muito trabalho, dedicação e persistência. Acredito que ela ainda vai conquistar muitos títulos na nossa modalidade, concluiu.

 

Antes do Parapan, a menina prodígio do parabadminton ainda tem uma agenda de competições para cumprir. Os treinos agora estão focados no Campeonato Nacional da modalidade, que ocorre em julho e somente depois disso, o preparo será direcionado ao Parapan-Americano.

 Sejel-AM

deixe seu comentário

Nome:

E-mail:

* Seu e-mail não será publicado

Mensagem:
Acompanhe nas redes sociais

© 2006 - 2019 Roteiro Amazônico. Todos os direitos reservados.

sob liçença