Assembleia Legislativa do Amazonas Câmara Municipal de Manaus Cidades Ciência Economia Educação Energia Esporte Eventos Meio Ambiente
GALERIAS VÍDEOS RÁDIO
notícias
21/11/2017 | 19:03 - Amazonas / Eventos

AM . Noite mágica no Teatro Amazonas com bailarinos do SESI

Divulgação

Elas também interpretaram o clássico “Dom Quixote” e foi a primeira apresentação de ambas no Teatro Amazonas. “Eu me senti uma pessoa muito importante, uma bailarina famosa”, diz Sara. “Eu me senti muito nervosa, mas estou pronta para outra apresentação”, conta Gabriely. A Bela e a Fera (Baile e Fadas), Cinderella, Sapatinhos Vermelhos, All The Jazz, Pássaro de Fogo e Lago dos Cisnes foram alguns das obras que emocionaram o público, todos interpretados por dançarinos do SESI divididos entre Balé Clássico Infantil, Juvenil e Adulto; Jazz Infantil, Juvenil e Adulto e Dança para a Terceira Idade.

 

 

O Núcleo de Dança do Serviço Social da Indústria (SESI Amazonas) reuniu mais de mil espectadores no Teatro Amazonas na noite de sexta-feira (17) com o espetáculo “Divinos Clássicos do Balé”. No total, mais de 150 dançarinos alunos de balé e jazz do SESI se revezaram em 18 diferentes apresentações de clássicos da dança.

O Teatro Amazonas se tornou pequeno para a quantidade de público que assistiu ao espetáculo do SESI. Para atender a demanda de público, a coordenação do Núcleo de Dança do SESI abriu uma sessão especial, com nova apresentação em tempo reduzido na mesma noite.

De acordo com coordenador do Núcleo, Rodrigo Travessa, o espetáculo valoriza a cultura e incentiva a arte, como a dança. “Apesar do SESI atender primordialmente os trabalhadores da indústria, o nosso propósito é fomentar a cultura por meio da arte também para o público em geral”, afirma Rodrigo.


O espetáculo teve início com o clássico “Fantasma da Ópera” interpretado pelos bailarinos Alexandre Lopes e Clariane Campos, seguido da obra “Julieta”, encenado pela turma de Dança da Terceira Idade, com coreografia da professora Estelita Rodrigues.
A coreografia “Paquita” foi a que mais mexeu com o público, isto porque foi interpretado pela turma de Baby Class I, de três a seis anos, com destaque para a pequena Maria Lis Nascimento de apenas dois anos e sete meses, filha da professora de balé do SESI, Rafaela Oliveira.

Há 11 anos professora do SESI e responsável por oito coreografias do espetáculo, Rafaela Oliveira fala sobre a importância de promover o evento anualmente.


“Temos o propósito de demonstrar para os pais e público em geral o resultado de todo um trabalho realizado pelo SESI durante o ano com os alunos, e ter um momento de socialização para que todos os anos possam vir desfrutar desse espetáculo maravilhoso”, afirma a professora.
Este é o segundo ano consecutivo em que o SESI realiza a apresentação no Teatro Amazonas, com o apoio do Governo do Amazonas, por meio da Secretaria de Estado de Cultura.


Érica Cazuza e Alexandre Ribeiro mal disfarçavam a ansiedade minutos antes da apresentação da filha Heloísa, de apenas quatro anos, que não decepcionou e esbanjou graciosidade ao dançar a coreografia “Coppelia”. A mãe relatou os benefícios que balé tem trazido para a pequena.
“Quando a Heloísa veio para o balé nós percebemos uma mudança muito grande no comportamento dela. Ela ficou mais concentrada e ficamos admirados quando passou a admirar a dança”, conta Érica.


Emoção também tomou conta da bailarina Luísa Barreto, de 14 anos, que interpretou a obra “Dom Quixote”. A jovem, que desde a infância quis ser bailarina e sempre contou com o incentivo dos pais, realizou dois grandes sonhos em uma única noite.
“É a primeira vez que eu entro no Teatro Amazonas e, ainda, fazendo parte de um grande espetáculo. Pra mim é a realização de um sonho, apesar do nervosismo o sentimento que hoje levo daqui é gratidão”, confessa Luísa.


Diferente das irmãs Sara Salem de 14 anos e Gabriely Meira de nove anos, que estão no Balé do SESI há nove meses por recomendações médicas. Sara, por falta de postura corporal, e Gabriely para ter mais expressão corporal, uma vez que ela já participava no grupo de dança da sua igreja.


Elas também interpretaram o clássico “Dom Quixote” e foi a primeira apresentação de ambas no Teatro Amazonas. “Eu me senti uma pessoa muito importante, uma bailarina famosa”, diz Sara. “Eu me senti muito nervosa, mas estou pronta para outra apresentação”, conta Gabriely.
A Bela e a Fera (Baile e Fadas), Cinderella, Sapatinhos Vermelhos, All The Jazz, Pássaro de Fogo e Lago dos Cisnes foram alguns das obras que emocionaram o público, todos interpretados por dançarinos do SESI divididos entre Balé Clássico Infantil, Juvenil e Adulto; Jazz Infantil, Juvenil e Adulto e Dança para a Terceira Idade.

 


O espetáculo finalizou, reunindo todos os dançarinos e professoras no palco do Teatro Amazonas e foram ovacionados por muitos aplausos do público em mais um ano de espetáculo que só tem a crescer a cada ano.

Fonte: Sesi
 

deixe seu comentário

Nome:

E-mail:

* Seu e-mail não será publicado

Mensagem:
Acompanhe nas redes sociais

© 2006 - 2017 Roteiro Amazônico. Todos os direitos reservados.

sob liçença