Assembleia Legislativa do Amazonas Câmara Municipal de Manaus Cidades Ciência Economia Educação Energia Esporte Eventos Meio Ambiente
GALERIAS RÁDIO TV
notícias
09/04/2019 | 17:55 - Amazonas / Economia

AM . Governador Wilson Lima destaca economia de R$ 4 milhões com implantação de audiências por videoconferência

Diego Péres - Secom

Wilson Lima afirmou que o Governo do Estado também conseguiu reduzir o valor que era empregado na contratação de tornozeleiras eletrônicas. “Uma tornozeleira que antes custava para o Estado R$ 320, já conseguimos reduzir para R$ 230. Nosso próximo passo é reduzir para R$ 170. Vamos fazer isso com a ajuda do recurso de Pesquisa & Desenvolvimento (P&D) das empresas que estão no Polo Industrial de Manaus e com tecnologia nossa, desenvolvida aqui. Mais uma prova do quanto a Zona Franca de Manaus é importante para nossa região e o quanto significa desenvolvimento para o nosso povo”, avaliou.


Conjunto de acordos assinados pelo Governo viabiliza, também, projeto “Educação 4.0 para Baixa ou Nula Conectividade”

O governador do Amazonas, Wilson Lima, participou, na manhã desta terça-feira (09/04), da solenidade de assinatura de um conjunto de Acordos de Cooperação Técnica que vão viabilizar a adoção do sistema de audiências criminais por videoconferências, reconhecimento facial em processos e implantação de tecnologia educacional off-line. Durante a cerimônia, realizada no auditório da Superintendência da Zona Franca de Manaus (Suframa), Wilson Lima destacou a economia inicial de R$ 4 milhões para os cofres públicos, que será alcançada com a utilização do sistema de videoconferências.

A medida reduz a necessidade de transporte de detentos da unidade prisional para o fórum. Os acordos são frutos de uma parceria entre o
Governo do Estado, Tribunal de Justiça do Amazonas (TJAM), Suframa e iniciativa privada.

“A gente tem trabalhado para diminuir custos e tornar os serviços mais eficientes. Com essa tecnologia vamos ter uma economia significativa. O Estado gasta, aproximadamente, R$ 8 milhões por ano só no transporte de detentos para julgamentos, além de causar transtornos no trânsito e mudanças na rotina do fórum ou do local para onde esses presos estavam sendo levados, para a realização da audiência. Com esse acordo, vamos reduzir o investimento do Estado para R$ 4 milhões, o que representa uma economia de 50%”, disse o governador, ressaltando que a tecnologia também proporciona mais tranquilidade à população.

Mais economia

Wilson Lima afirmou que o Governo do Estado também conseguiu reduzir o valor que era empregado na contratação de tornozeleiras eletrônicas. “Uma tornozeleira que antes custava para o Estado R$ 320, já conseguimos reduzir para R$ 230. Nosso próximo passo é reduzir para R$ 170. Vamos fazer isso com a ajuda do recurso de Pesquisa & Desenvolvimento (P&D) das empresas que estão no Polo Industrial de Manaus e com tecnologia nossa, desenvolvida aqui. Mais uma prova do quanto a Zona Franca de Manaus é importante para nossa região e o quanto significa desenvolvimento para o nosso povo”, avaliou.

O TJAM e o Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado de Administração Penitenciária (Seap), já estão ultimando os preparativos para a implantação do sistema de videoconferências, que deverão ter início por processos que tramitam da 3ª Vara Especializada em Crimes de Uso e Tráfico de Entorpecentes (3ª Vecute), com presos que estão aguardando julgamento no Centro de Detenção Provisória (CDPM 2), localizado no quilômetro 8 da BR 174.

Educação

Um Acordo de Intenções com o Grupo Positivo Tecnologia S.A, o Instituto Itriad System, a Secretaria de Estado de Educação (Seduc) e a Seap foi firmado, também nesta terçca-feira, para implantação do “Projeto Educação 4.0 para Baixa ou Nula Conectividade”.

O projeto prevê o desenvolvimento de uma solução educacional off-line integrada por hardware e software para incluir digitalmente comunidades com baixa ou nenhuma conectividade à internet, em especial escolas públicas, e contribuir para a ressocialização de detentos e/ou reclusos, colaborando com o processo de alfabetização e aprendizagem de Português e Matemática.

“Essa parceria vem em muito boa hora, para promover inclusão digital de uma maneira off-line, mas com muito conteúdo pedagógico, dando aos alunos de escolas ribeirinhas, municípios carentes e regiões difíceis e com vulnerabilidade uma melhoria na qualidade do ensino e ajudando os professores das escolas e motivando o processo educacional. Vamos colocar a serviço da comunidade uma tecnologia que promove a inclusão por meio de mecanismos modernos de aprendizagem”, pontuou o secretário de educação, Luiz Castro.

Implantação

A previsão é de que as soluções educacionais possam ser disponibilizadas no começo do ano letivo de 2020. A Positivo Tecnologia custeará o desenvolvimento das soluções educacionais e o suporte pedagógico para garantir os resultados pretendidos. Fica sob a responsabilidade da Seduc e do TJAM a indicação das instituições nas quais o projeto será implantado, bem como o acompanhamento de todas as etapas e avaliação dos resultados.

“Com essa tecnologia nós teremos uma qualidade na educação. Vai servir para Educação à Distância (EAD), para segurança pública, segurança nas fronteiras, educação dos ribeirinhos e inclusive na saúde, porque esse projeto é muito abrangente. Precisamos integrar a Amazônia e dar cidadania para o nosso caboclo. Esse é um passo fundamental”, disse o desembargador Yedo Simões, presidente do TJAM.

O superintendente da Zona Franca de Manaus, coronel Alfredo Menezes, classificou como positivo o desenvolvimento de novas tecnologias na região. “O benefício para o contribuinte é intangível porque o fato de sermos os escolhidos para o desenvolvimento na nossa região é um ganho que nós temos. Isso nos enche de muito orgulho. É papel da Suframa fiscalizar o emprego dessas verbas para que a nossa sociedade, com iniciativas do Governo do Estado, Grupo Positivo e TJ, possam acontecer e gerar economia para a nossa região”, afirmou. 

deixe seu comentário

Nome:

E-mail:

* Seu e-mail não será publicado

Mensagem:
Acompanhe nas redes sociais

© 2006 - 2019 Roteiro Amazônico. Todos os direitos reservados.

sob liçença