Assembleia Legislativa do Amazonas Câmara Municipal de Manaus Cidades Ciência Economia Educação Energia Esporte Eventos Meio Ambiente
GALERIAS RÁDIO TV
notícias
12/12/2018 | 11:40 - Amapá / Meio Ambiente

AM . Catadores apoiados pela prefeitura transformam lixo reciclável em produtos para gerar renda

Marinho Ramos - Semcom

“O prefeito Arthur Virgílio Neto é o maior incentivador dessa categoria. Em sua gestão, eles não só foram incluídos nas ações de limpeza do município, conforme determina a Política Nacional de Resíduos Sólidos, mas foram valorizados, capacitados e receberam estrutura para tornarem-se empreendedores. A Prefeitura apoia esses grupos, visando à sustentabilidade e a inclusão dos catadores no mercado. Por isso, vemos com muita alegria o crescimento desse trabalho”, afirmou o secretário da Semulsp, Paulo Farias.

 

O incentivo e os investimentos da Prefeitura de Manaus no trabalho dos catadores de materiais recicláveis dão novos frutos, dia após dia, gerando renda e os tornando empreendedores. Hoje, o mercado local conta com produtos fabricados e insumos fornecidos pelas associações e cooperativas de catadores, como os sacos plásticos recicláveis da Associação de Reciclagem e Preservação Ambiental (Arpa), que já estão nas gôndolas de supermercados e nas operações da Secretaria Municipal de Limpeza Urbana (Semulsp).

 

“O prefeito Arthur Virgílio Neto é o maior incentivador dessa categoria. Em sua gestão, eles não só foram incluídos nas ações de limpeza do município, conforme determina a Política Nacional de Resíduos Sólidos, mas foram valorizados, capacitados e receberam estrutura para tornarem-se empreendedores. A Prefeitura apoia esses grupos, visando à sustentabilidade e a inclusão dos catadores no mercado. Por isso, vemos com muita alegria o crescimento desse trabalho”, afirmou o secretário da Semulsp, Paulo Farias.

 

Além dos sacos plásticos da Arpa, já estão no mercado diversos produtos fabricados a partir de insumos fornecidos pelos catadores, como coletores universais (material para exames laboratoriais), pregadores de roupas, tigelas, tábuas de corte e cabides de roupas, todos feitos de plástico. “A participação dos catadores na cadeia de suprimentos é importante para dar vazão à sua produção e fomentar o trabalho das associações”, reforça Farias.

 

Para o catador e membro da Arpa, Raul Lima, inserir os produtos fabricados pela categoria no comércio é uma vitória, não apenas aos trabalhadores, mas também do meio ambiente. “Nosso material é 100% reciclado, tudo sai da cidade de Manaus. Esse trabalho impacta positivamente, pois usa materiais que iam sujar as ruas ou os rios, agrega valor e os transforma em algo útil. A gente faz a coleta seletiva e transforma lixo em novos produtos, que voltam para o mercado com qualidade. A gente precisa mostrar para sociedade que tudo é reaproveitável, é nossa sobrevivência, é a nossa fonte de renda”, destacou.

 

Desde que assumiu a administração do município, o prefeito Arthur Virgílio Neto abraçou o compromisso de implementar a Política Nacional de Resíduos Sólidos (PNRS) na capital e lutar pela melhoria desse setor, que passa pela valorização contínua dos catadores. “Viabilizamos e fornecemos os galpões, inserimos e asseguramos a participação efetiva dos catadores nos grandes eventos da cidade e apoiamos a logística da coleta seletiva para fornecer materiais a esses grupos. Estamos fazendo a nossa parte e esperamos ver o crescimento desses profissionais”, reforçou o secretário da Semulsp, Paulo Farias.

 

Atualmente, a Prefeitura de Manaus apoia mais de 200 catadores, inseridos em 17 associações, que se dividem os sete galpões viabilizados pelo município desde 2014.

 

Parceria

 

Numa parceria pioneira, a Associação de Reciclagem e Preservação Ambiental (Arpa) passou a fornecer, em meados de agosto deste ano, por meio de contrato, sacos plásticos 100% reciclados para a Semulsp, a partir dos resíduos coletados nas ruas da capital. Os sacos da marca Ecoforte, já está à venda no mercado local e a produção gira em torno de 20 milheiros por dia, algo próximo de 400 milheiros por mês.

 

Para a Secretaria Municipal de Trabalho, Empreendedorismo e Inovação (Semtepi), Ananda Carvalho, é com muito orgulho que a prefeitura olha o desenvolvimento desses novos empreendedores na cidade de Manaus. “Ficamos muito felizes em poder contribuir com esse segmento. Eles receberam consultoria em diversas áreas do processo produtivo de materiais recicláveis, como elaboração de diagnóstico, criação de identidade visual e até prospecção para novos mercados. O empreendedorismo gera mais frentes de trabalho e renda, missão maior delegada a nós pelo prefeito Arthur Neto”, finalizou.

 Semcom

deixe seu comentário

Nome:

E-mail:

* Seu e-mail não será publicado

Mensagem:
Acompanhe nas redes sociais

© 2006 - 2018 Roteiro Amazônico. Todos os direitos reservados.

sob liçença